Apelidos na escola

Postado em 01/05/2019

Apelidos na escola

Praticamente todas as pessoas já receberam, pelo menos uma vez na vida, algum tipo de apelido, esses podem ter origem na família, no trabalho, porém o lugar onde mais acontece é na escola.

Apesar de aparentemente não demonstrar grandes problemas apresentam diversos inconvenientes ou até incidentes maiores. Geralmente os apelidos surgem nos primeiros contatos, especialmente quando entra um aluno novo oriundo de outra cidade, estado que apresentam características distintas como o modo de falar. Muitas vezes esse fato deve ser encarado como uma forma de agressão e a escola não deve permitir, essa questão já levanta preocupação e serve como base de pesquisas.

Essa prática desenvolvida de forma intencional e repetitiva é denominada de bullying. O melhor é que o exemplo venha dos professores, evitando que esses coloquem apelidos entre si, além de não caracterizar determinadas turmas como a sala da bagunça, dos espertos etc.

Bullying é uma expressão inglesa usada para designar atitudes de violência de caráter físico ou psicológico, de forma intencional e repetitiva, geralmente o ato é executado pelo “valentão” ou um grupo que tem como intuito agredir outra pessoa.

Os casos mais evidentes acontecem quando um aluno é matriculado no decorrer do ano letivo e esse possui origem de estado cujo sotaque é muito marcado, o que gera piadinhas e situações constrangedoras.

Praticamente em todos os casos os autores dos apelidos não sofrem nenhum tipo de punição por parte da escola. O melhor é que os professores ministrem aulas voltadas para essas questões, mostrando aspectos de diversos lugares e promovendo aberturas para que os alunos relatem suas respectivas origens. Isso por que as criticas ocorrem somente antes de se conhecer o lugar ou mesmo a cultura.

Somente no Rio de Janeiro de 5,5 mil alunos da rede pública e particular pelo menos 40% já sofreram com o bullying que quase sempre tem início na sala de aula.

Outras Notícias

 

A criança que nasce destra ou canhota
Postado em 15/09/2019

O que determina uma criança canhota. Ser destro é hereditário?

Uma criança é canhota não porque ela decidiu assim. Os especialistas confirmam que uma pessoa é destra ou canhota, desde o momento que nasce.

Muitos pais se pergunta...
leia mais »

Pais que leem para os filhos ajudam no aprendizado, diz pesquisa
Postado em 08/09/2019

A pesquisa aponta também o aumento do vocabulário e queda do mau comportamento

 

Pesquisa feita pela Universidade de Nova York, em parceria com o instituto Alfa e Beto e o IDados, aponta que o hábito dos pais lerem par aos filhos traz inúmeros ...
leia mais »

Como a educação pode mudar o mundo
Postado em 30/08/2019

A educação tem o poder de mudar o mundo? Para a UNESCO, ela é, sem dúvida, uma ferramenta poderosa. Na última terça-feira (6), a organização divulgou o Relatório de Monitoramento Global da Educação 2016 leia mais »